quarta-feira, 27 de agosto de 2008

espaço...

eu preciso de espaço. preciso de um lugar para fazer minha mono, para estudar, para falar inglês com o espelho, para ter porta-retratos, para chorar, para rir, para fumar narguile, para beber, para estar com meus amigos.
eu não tenho espaço. aqui no trampo é um ambiente só, trabalha todo mundo junto. não posso colocar nem na minha mesa um vaso de flor ou um porta-retrato. e todo mundo fica olhando meu micro o tempo inteiro para ver o q eu tô fazendo...
no meu minúsculo apartamento tenho menos espaço ainda. durmo no quato com minhas irmãs e não posso nem chorar em paz, que já chega alguém me perguntando o q aconteceu. em casa, não posso usar meu micro. ontem eu e meu pai passamos a madrugada brigando, pq eu tinha trabalhos da pós para fazer no micro e ele queria que eu fosse dormir. será que ele não sabe que só tenho a madrugada para fazer estas coisas?

ano q vem tá decidido. nada de carro, nem de viagem para o exterior. eu quero ter meu cantinho... =)

2 comentários:

jean piter disse...

Não tenho estes problemas e na verdade nem posso reclamar da tamanha liberdade que tenho no trabalho e muito menos em casa. Mas no ano que vem também quero meu canto.

beijo e boa sorte

Madame disse...

É Flor, sei bem o que você está sentindo... Aqui em casa é bem difícil também. Imagine, como eu faço com a dança? Sexta-feira tive a avaliação do ballet e não tive um lugarzinho para ensaiar, não é fácil. E o pior é quando seu mísero e minúsculo cantinho é desrespeitado. Mas a gente sobrevive, né?
Beijos!